Página Inicial

segunda-feira, 17 de julho de 2017

E a hora da Morte? O que fazer com seu patrimonio em caso de sua morte?

Olá Pessoal,

Já pensaram vocês que possuem muitas contas ativas sejam em corretoras, bancos, ações, tesouro direto, FIIs, CDBs e etc. O que fazer em caso de morte? Sim amigos, para morrer basta estar vivo, além de ter um seguro de vida, há de se preocupar com o seu patrimônio em vida, para facilitar as coisas para seus entes queridos.

Vocês tem alguém na família em quem confiar? Algum amigo? pois bem, em caso afirmativo umas das opções válidas seria deixar pré-avisado alguém de confiança caso venha acontecer algo com você.

A principio pela lei, desde que você não deixe um testamento (Pela legislação brasileira, o cidadão pode dispor livremente de metade de suas posses. A outra parte deve obrigatoriamente ser transmitida para os herdeiros naturais (filhos, cônjuge, pais). Caso a pessoa seja solteira e não tenha ascendentes (pais), pode então repassar suas posses a qualquer pessoa ou entidade.), há a sucessão legal onde os herdeiros seguirá a ordem abaixo

 Caso você seja casado em qualquer regime de comunhão de bens e não tenha filhos a sucessão será a seguinte:


Está enganado quem pensa que somente imóveis é passível de pagamento de imposto (ITCMD - Imposto de Transmissão Causa Mortis), dinheiro em conta e todo e qualquer tipo de investimento entra nessa conta do imposto (em alguns estados dependendo do valor é isento de imposto). Acredito que alguns aqui na blogosfera já devem ter passado por casos na família em que pai, mãe, avós ou tios deixaram essa vida e o patrimônio após o falecimento entrou em inventário, devem ter visto o quanto é trabalhoso um inventário, levantar contas em bancos e enfim todas as informações sobre a pessoa falecida.

Pois bem uma forma de diminuir todo esse entrave é utilizando a tecnologia, fugindo assim do imposto e também de burocracia para resgate do dinheiro, pois em caso de morte, teoricamente só poderia ser resgatado através de inventário e alvará judicial.

Para burlar tudo isso, minha dica é usar a tecnologia, no meu caso eu uso a conta google, onde você pode deixar todas as informações sobre contas e patrimônio e configurar caso haja um tempo de inatividade de sua conta, nesse caso por exemplo eu deixei o meu em 3 meses.


Link para o gerenciador de contas inativas: https://myaccount.google.com/inactive

Além disso, a pessoa que herdar sua conta poderá  administrar seus e-mails, blogs e etc.

No meu caso,  o Google irá enviar uma mensagem para minha mãe, que receberá um e-mail com todos meus dados, principalmente as contas em bancos e corretoras, eu também vou deixar as senhas de tudo, em caso de morte minha mãe poderá resgatar pela internet todos os meus investimentos, transferir tudo para contas minhas e das conta minhas ir fazendo TED para a conta dela (já que ela terá acesso irrestrito as minhas senhas), dessa forma ao menos com o dinheiro oriundo de investimentos, ela irá resgatar sem problemas e livre de imposto caso tivesse que colocar no inventário.

Em relação a carro e imóvel não tem jeito, terá de ir para inventário, no meu caso eu tenho um filho, e obviamente ele herdará esse bens, minha mãe ficará apenas com meu dinheiro e irá administrar da maneira que eu já combinei com ela (apensa dela não gostar desse assunto).

Fora isso eu tenho todos meus documentos guardados em pastas, já mostrei para minha mãe, nas pastas há um formulário onde eu listo todas as contas abertas, caso o Google falhe em avisar minha mãe, está tudo em papel (sem as senhas), nesse caso haverá o inventário.

Já que aqui na blogosfera pensamos sempre á frente, em modos de facilitar e economizar, esse é um modo de economizar, nem que seja na morte.

Nem todo mundo gosta de pensar que vai morrer, infelizmente é preciso ter essa preocupação, principalmente para os cuckholds casados que terão que deixar tudo para a esposa sambar por aí com outros, pois sozinhas é que elas não vão ficar !!

Por isso que eu desejo vida longa á todos e a mim mesmo* !!!

UPDATE: Discussão sobre impostos e receita federal vide comentários !!!

Até + pessoal

* Escrito de forma proposital, então não me venham falar de erro de português



33 comentários :

  1. Olá, Stifler!

    Muito informativo esse post, valeu mesmo pela dica!

    Um abraço :)

    ResponderExcluir
  2. Olá Stifler,
    O dinheiro que está investido ( não importando se é banco ou corretora) também irá para inventário.
    Não é pq sua mãe sacou que ele vai ficar livre dos impostos ( vc realmente não pensa que é tão simples assim burlar os impostos, certo?)
    Se está declarado no IR, já era.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você está com toda razão !!! e digo mais, a mãe do meu filho pode encher a paciência da minha mãe se ela souber que minha mãe "sacou" o dinheiro, acontece que eu nunca declarei minhas contas na receita federal, a única coisa que informo é o imóvel, até carros que eu já tive nunca declarei, até hoje nunca fui pego, se um dia for, posso retificar em seguida rs, mas se eu morrer e minha mãe tiver transferido o dinheiro, já vou estar morto mesmo né? então tanto faz

      Excluir
    2. Ahn?! Vc não declara seus investimentos, é isso mesmo Arnaldo?

      Excluir
    3. Sim, não declaro!! nunca declarei, sequer declarei os processos que ganhei e nunca tive problemas, mas se eu começar a investir em renda variável penso que devo colocar na declaração !!

      Excluir
    4. Sempre dou alertas para minha esposa sobre isto. Hoje 95% do nosso patrimônio está distribuído em 4 corretoras, mas ela nunca entrou em nenhuma delas, nem sabe como entra, e nem quer saber. De qualquer forma fiz um seguro de 500 mil reais em nome dela, caso eu morra ela terá um certo tempo para juntas a papelada do inventário e proceder com as transferências, rs. Se ela morrer junto aí ferrou, quem vai resgatar este dinheiro não sei. Só nós dois sabemos destas contas. De qualquer forma tb fiz um seguro para ela, assim mãe dela receberá uma bolada por causa da morte dela e meu pai receberá outra bolada, assim o Uozinho não passará fome. Mas estou pensando sobre isto, preciso colocar uma terceira pessoa na jogada, para que ela saiba pelo menos onde estão as ações e os FIIs, senão isto vai se perder no tempo.

      Excluir
    5. cara não te conheço, mas não sonegue.....hoje em dia tudo é informatizado....você vai ter que pagar o imposto retroativo, corrigido, mais uma multa de 150% por sonegar....responder processo crime.... e por ai vai....o governo é uma máquina perfeita de arrecadar...não tente burlar a matrix.....com relação ao que você escreveu...quando você morre seu cpf é automaticamenten cancelado e não dá mais para movimentar qualquer conta bancária e tudo ira para inventário......para pagar FRJ....ITCMD, e demais impostos

      Excluir
    6. Fala Uó, seu "plano" está perfeito, pensou além ainda !! O bom é nunca precisar disso!!

      Excluir
  3. Fora que vai ficar estranho um defunto fazendo TED. E vão ver para onde o defunto está mandando a grana.

    A ideia é boa, mas a solução precisamos elaborar melhor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, o fato do TED em si, não pega nada (eu acho), pois enquanto o CPF estiver ativo o Banco não sabe de nada, meu padrasto faleceu, minha mãe sabia as senhas do cartão de crédito e conta corrente, e ela foi sacando e usando o dinheiro até se esgotar (cerca de 60K). porém de qualquer forma é bom se planejar, nem que seja para utilizar o meio correto (inventário)

      Excluir
  4. Muito boa a ideia, mas como o Charlito escreveu acima, precisamos elaborar melhor essa ideia.

    Se fosse comigo minha mãe acabaria caindo na malha fina, já que todo ano faço declaração. Eu sei, é uma merda.

    Agora é jogar a ideia para os agoristas para ver se eles já tem alguma solução parecida e melhor.

    Eu mesmo já pensei em abrir uma igreja, só para se livrar de todos os impostos.

    Abraços e sucesso financeiro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Expliquei para o Charlito um caso real que vivenciei, mas de qualquer forma, você pode colocar sua mãe na sua conta (conta conjunta, se você morre, o dinheiro dela e pronto !! é uma outra forma de burlar o sistema desta vez por meios legais !!

      Excluir
  5. Essa ideia é boa SP, mas como o pessoal comentou. Acho que o governo vai cobrar de todo o jeito. Tirando essa parte, o post está legal.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode ser que sim, pode ser que não, se o governo cobrar, ao menos já terá transferido o dinheiro e não pagará custas a mais de advogado para levantar valores de contas e investimentos.

      Excluir
  6. Fala Stifler. Legal essa ideia de conta inativa. Não conhecia essa ferramenta. Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito legal, serve para muitas outras coisas além de finanças !!

      Excluir
  7. Ótimo post SP, realmente tem o perigo do IR, mas melhor deixar os dados das corretoras com um ente querido, pois nesta hora difícil alguma conta de uma corretora pode ficar perdida e o dinheiro nem ir pro fisco e nem pros herdeiros. Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato, independente se será da forma correta (inventário) ou de outras formas, o ideal é ter tudo na mão para facilitar os entes queridos nessa hora !!

      Excluir
  8. Cara, eu estava pensando sobre isso essa semana e a dica do Google foi excelente. Mas no meu meu caso é foda porque não tenho mais nenhum parente de primeiro e/ou de segundo grau kkkkkk.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério !! na sua condição eu faria um testamento, imagine os parentes colaterais brigando por seus bens rsrs

      Excluir
  9. Pode fazer pequenos ted tranquilamente que o Estado não saberá. A atualização é lenta e ineficaz, vide defuntos que abrem empresa todos os dias e ficam ativas por anos.

    Já falei minha mãe também, passei pra ela um pedaço de papel com os bancos e corretoras que tenho dinheiro.

    Informei que se eu morrer ela entrega aquilo ao meu tio que é corretor da bolsa e ele irá instruir-lá juntamente com meus amigos advogados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo, não entrei nesses detalhes aqui com o pessoal, pois não quero incentivar coisas "erradas", eu trabalhei em banco e sei que não é tão rigido esse controle. Ainda bem que você (um advogado), veio aqui comentar !! rsrsr

      Excluir
  10. Meu caro, recentemente estava discutindo sobre isso com a minha irmã.
    Bastante interessante esse post...vlw

    abs
    EQRP

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala EQRP, chegaram numa conclusão? espero que sim rs

      Excluir
  11. seguro de vida não passa por inventário e nem paga IR.

    abç!

    ResponderExcluir
  12. "em caso de morte minha mãe poderá resgatar pela internet todos os meus investimentos"

    A Receita Federal curtiu este post, rs.

    Sabemos que você deu um exemplo de sonegação, não estou te recriminando, só te alertando que a partir deste post a Receita pode chegar até você. Não que ela vá fazer isto, mas não sei se este post lhe trouxe alguma vantagem, pode sim trazer amolações futuras. Be careful.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Uó... você tem razão !! não é a toa que sou anonimo e uso Proxy rsrs !! De qualquer forma o que interessa é o planejamento e deixar alguém de confiança avisado caso venha acontecer algo !!

      Excluir
  13. Stifler ta cada vez mais difícil esconder bens, trabalho na área e te digo q toda hora aparece um arrependido de tentar tal arte!
    Quanto aos bens atualmente não penso em quem vai herdar, ngm merece por enquanto! Não tenho filhos e nem pretendo, então se caso acontecer boa sorte p quem ficar! Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sei disso !!! mas minhas movimentações são pequenas, o que já foi, já foi, de hoje em diante vou tomar mais cuidado, eu sei que corri riscos do passado rs

      Excluir